Empresa

Este estudo compreende a análise de viabilidade económica e financeira do projecto de criação de uma Sociedade de Microcrédito.

O projecto pretende-se que seja implementado na província de Luanda, onde terá a sua sede, que será no município de Luanda, distrito urbano da Maianga, bairro Alvalade, rua Gastão de Sousa, número 10, apartamento 25, segundo andar e aberturas de filiais nas províncias de Benguela e Huíla numa primeira fase.

Trata-se de um projecto que se insere dentro do panorama económico e financeiro angolano, apresentando potencialidades e viabilidade sob ponto de vista, tanto económico como financeiro, evidenciando uma boa rendibilidade.

O objetivo é criar uma Sociedade de Microcrédito, que responda com as necessidades do mercado neste âmbito, não apresentado produtos diferente das demais operadoras deste mercado, mas sim primando pela qualidade, eficiência, disciplina e eficácia nos serviços e produtos a oferecer. A Micro-Oportunidades, pretende também contribuir para o crescimento da economia angolana através da criação de novos postos de emprego e uma rendibilidade contínua que permita acrescentar valor a economia angolana.

Apresentação da Sociedade

o presente projecto consiste na criação de uma Sociedade de Microcrédito com a denominação social de "Micro-Oportunidades".

Esta sociedade terá como objecto social a prestação de serviços de microcréditos e consultoria financeira, de acordo com as normas estabelecidas pela entidade supervisora, o Banco Nacional de Angola, na qualidade de supervisor e orientador das actividades desempenhadas pelas instituições financeiras bancárias e não bancárias sob sua supervisão.

Pretende-se que a Micro-Oportunidades seja uma sociedade por quotas repartida por 2 sócios, sedeando-se na cidade de Luanda, município de Luanda, distrito urbano da Maianga, bairro Alvalade, rua Gastão de Sousa, número 10, apartamento 25, segundo andar, contando inicialmente com uma agência em Luanda, outra em Benguela e uma terceira na província da Huila.

A Micro-Oportunidades, será inicialmente constituído com um capital social de Kz 10.000.000,00 (Dez milhões de kwanzas), estabelecendo-se acima do limite mínimo definido no Aviso 07/2011 de 15 de Julho, que é de Kz 2.500.000,00.

Sector Financeiro

o crescimento do país e a estabilidade macroeconómica têm vindo a contribuir significativamente para a expansão do sector financeiro, que foi um dos sectores que mais cresceu nos últimos anos. Vários indicadores confirmam este crescimento, como é o caso do aumento da concorrência. Por outro, verificou-se uma redução na rendibilidade da maioria das instituições financeiras, que terá resultado da política de desdolarização implementada pelo BNA e consequentemente a inesperada redução do preço do barril do petróleo no mercado internacional, que tem afectado de forma drástica a economia Angolana, já que a grande maioria das receitas públicas provêem do rendimento do petróleo.

Apesar deste clima de instabilidade que vive a economia angolana, particularmente o sector financeiro, com preponderância para o mercado cambial, devido a escassez na oferta de notas e divisas em moeda estrangeira, especialmente o dólar americano, mas muitas instituições financeiras têm conseguido manter seus rendimentos em níveis aceitáveis. Augura-se a recuperação da nossa economia num médio e longo prazo, considerando a efectivação das políticas do Estado atinentes a diversificação da economia, este crescimento que se prevê para nossa economia certamente contará e contribuirá para o bom desempenho das Instituições Financeiras.

Análise Comercial

Com a implementação deste projecto, prevê-se inicialmente a criação de 10 novos postos de emprego, que naturalmente deverá alargar-se em consequência da expansão do próprio negócio o mercado alvo será fundamentalmente os comerciantes, isto é, pequenos investidores, já que o fim da sociedade de micro créditos é a concessão de créditos em valores que não ultrapassem os Kz 1.000.000,00 por pessoa, quer sejam em nome individual ou colectivo de acordo com o número 1, artigo 2º do Aviso n.º 07/2011 de 15 de Julho.

Pressupõe-se que primeiramente a origem dos fundos para a concessão de micro créditos sairá dos proprietários da Sociedades de Micro Créditos e posteriormente poderão recorrer a financiamentos em bancos e ONG's, sendo estas últimas que fazem financiamentos sem cobrança de juros, o que é benéfico para a sociedade que já que os micro créditos têm uma taxa de juros bastante elevada.

As taxas de juros a serem projectadas para a cedência dos microcréditos, serão determinadas em função das taxas médias praticadas no mercado nacional, onde podemos notar que elas variam em função da maturidade do microcrédito, isto é, quando mais curto o prazo, menor é a taxa de juros a cobrar e quanto mais longo for o prazo, maior é a taxa de juros. Acrescenta-se ainda que sendo estes microcréditos a sua maturidade é de curto prazo, isto é, de até um ano no máximo.

Perspectiva-se a implementação de um sistema de comunicações on-line entre os diversos pontos de vendas. O projecto prevê a solicitação aos serviços de outsourcing para a organização contabilística, bem como uma firma de Auditoria independente para auditarem as contas, no sentido de conferir a fiabilidade necessária às demonstrações financeiras.

É também objectivo da Micro-Oportunidades, tornar-se uma sociedade de microcréditos de referência no mercado local com uma perspectiva de rápida expansão por todo o território nacional.

Plano de Negócios

Micro-Oportunidades, é um projecto cujo foco está na prestação de serviços de microcréditos e consultoria financeira, pretendendo deste modo contribuir para o aumento da oferta de microcréditos no país, já que nos últimos tempos se tem incentivado muito a criação de pequenos negócios, deste modo ajudando na diversificação da economia. Por outro lado este projecto também apresenta caris social, que está consubstanciado no aumento da oferta de emprego no país, contribuído deste modo para a redução do desemprego que ainda é muito notória no território nacional.

As grandes economias não se desenvolvem apenas com grandes investimentos, micro, pequenos e médios negócios também ajudam em muito no crescimento de uma nação, já que nem todos têm oportunidades e ou condições para fazer grandes investimentos.

Responsive image

Microcrédito

Concessão de créditos em valores até Kz 1.000.000,00.

Responsive image

Consultora financeira

Que atende Pequenas, Médias e Grandes empresas

Copyright © 2017 Micro Oportunidades Todos os direitos reservados Desenvolvido por Mactsystem